SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Empresa incubada em Centro...

Empresa incubada em Centro de Inovação de Videira desenvolve repelente inovador para fruticultura

O repelente natural é resultado da pesquisa do fruticultor Everlan Fagundes, morador de Fraiburgo, no Meio-Oeste catarinense. O desenvolvimento começou há quatro anos e o apoio do Centro de Inovação de Videira, integrante da Rede Catarinense de Centros, projeto da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação, foi fundamental para acelerar o desenvolvimento do negócio.

“Toda estruturação da empresa aconteceu no Centro, por meio de mentorias para desenvolvimento da marca, plano de negócios, marketing e profissionalização”, relembra Everlan.

“Nosso papel como hub é mobilizar, conectar e auxiliar na jornada de desenvolvimento de novos produtos e negócios. A startup recebe todo acompanhamento para aceleração e tração, e também capacitações nas diversas áreas para conseguir escalar”, explica Anna Paula Scalsavara , gestora do Centro de Inovação Videira.

Para o secretário Estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, um exemplo como este comprova a importância dos Centros de Inovação, presentes em todas as regiões de Santa Catarina. “Um dos pilares do programa SC Inovadora, recentemente lançado pelo governador Jorginho Mello, é justamente estimular a força e ações desenvolvidas nos hubs de inovação, que contribuem com iniciativas como esta visando o maior desenvolvimento econômico do Estado”, destaca.

O repelente

A fórmula do extrato é baseada nos produtos existentes para uso humano e tem como base uma flor popular na região. O primeiro teste ocorreu já em 2019, nas parreiras de um produtor no município de Caçador, quando as uvas estavam no período de maturação. Os resultados foram animadores. “Percebemos que as abelhas e outros insetos foram repelidas das parreiras e a qualidade da uva foi preservada, sem perdas para o produtor”, conta Everlan.

Além de evitar estragos nas frutas, outros dois benefícios importantes são a preservação do meio ambiente e a saúde do consumidor, já que o produto substitui o uso de agrotóxicos.

Atualmente a empresa Scienfruti, com sede em Videira, está desenvolvendo novos testes com o repelente para combater outras pragas como a mosca da fruta, muito comum na macieira e pensando no futuro do negócio. “Nosso foco é o mercado internacional do agronegócio. Estamos em negociação com empresas pra desenvolver o produto em larga escala e aprimorar para que o preço seja competitivo”, planeja.