SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Fapesc recebe visita do...

Fapesc recebe visita do governador para o aniversário de 27 anos de trabalho pela pesquisa e inovação em SC

Fotos: Roberto Zacarias / Secom

O governador de Santa Catarina Jorginho Mello visitou na tarde desta terça-feira, 9, a sede da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em Florianópolis, para comemorar os 27 anos da instituição. Ao longo desses anos, os inúmeros programas e projetos realizados em apoio a diferentes setores do ecossistema de CTI catarinense, que inclui concessão de bolsas de estudos acadêmicas e profissionais, já beneficiaram negócios, empreendedores, inovadores e pesquisadores; e formaram mestres e doutores na academia.

“Estou aqui para agradecer e parabenizar todos que contribuem para o crescimento de Santa Catarina. Quero dizer que podem contar com o Governo do Estado. Continuem trabalhando com esse comprometimento e amor pelo serviço, fortalecendo a ciência e a tecnologia. Vamos inovar cada vez mais e fazer entregas que sejam importantes e sirvam para a sociedade catarinense”, ressaltou o governador Jorginho Mello.

Vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI), em 2024, a Fapesc seguirá sua vocação de fortalecimento da pesquisa e inovação em Santa Catarina e também de execução da política catarinense de CTI.

“É um momento ímpar para a Fapesc. Nós temos muito o apoio do governador Jorginho Mello, que é um grande incentivador da pesquisa. Já no primeiro ano de gestão foi criada a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação. É um privilégio estar a frente desta casa, ao lado de uma equipe maravilhosa que trabalha incansavelmente em lançamento de editais e atendimento da demanda da comunidade e das universidades. Lembrando que a Fapesc é o principal órgão do Estado de fomento a pesquisa e a inovação”, destacou o presidente Fábio Wagner Pinto.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, participou do evento e destacou que a Fapesc, ao longo dos seus 27 anos, vem prestando um serviço de extrema relevância.

“O trabalho realizado pela Fundação é importante não só para a ciência e tecnologia, mas para o desenvolvimento de Santa Catarina. Foram inúmeras as iniciativas que surgiram a partir do fomento da Fapesc, como a criação de empresas a partir de financiamentos oferecidos pelo órgão. Sem sombra de dúvidas, temos aqui uma instituição que contribui cada vez mais para empreendedorismo no nosso Estado”, disse o secretário.

Projetos para 2024

O ano de 2024 será marcado por um intenso trabalho para consolidar o plano estratégico da atual administração e para a obtenção dos primeiros resultados dos 20 editais lançados no ano passado, totalizando mais de R$ 155 milhões.

Maior programa da história da Fapesc, o projeto Laboratório Multiusuários conta com mais de R$ 111 milhões para equipar e fortalecer laboratórios dedicados à pesquisa avançada em Santa Catarina.

Outro projeto importante, o lançamento do Programa Tecnova 3, previsto para o primeiro semestre deste ano, vai garantir R$ 30 milhões para as empresas catarinenses investirem em novos produtos e serviços inovadores.

Para a diretora de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapesc, Valeska Daniela Tratsk, o futuro é ainda mais promissor para a instituição.

“A atual gestão focou seus primeiros meses na identificação das áreas prioritárias: viabilizamos mecanismos de cooperação técnica, acordos diplomáticos científicos e alianças capazes de alavancar fluxos financeiros, regionais e internacionais; desvinculando recursos do Tesouro, mas vinculando novos recursos ao futuro Fundo Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que está em construção, em conjunto, com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação. O Fundo permitirá a cocriação de agendas, de interesse multilaterais, com academias, empresários e sociedade civil, em prol da qualidade de vida do povo catarinense”, destacou Valeska.

O diretor de Administração e Finanças da Fapesc, Guilherme Schwinden Gehrke, também aposta em um futuro próspero.

“Em 2023 enfrentamos uma série de desafios significativos que proporcionaram valiosas lições e oportunidades de crescimento. Empreendemos esforços para revitalizar a Fundação, visando a criação de uma base sólida para a construção de uma nova era. Com determinação e comprometimento, almejamos inaugurar uma Fapesc renovada em 2024, para seguirmos fomentando a pesquisa e a inovação em prol do desenvolvimento contínuo e sustentável para a comunidade catarinense”, afirmou Gehrke.

27 anos de apoio à ciência, tecnologia e inovação em SC

A história da Fapesc começou em 5 de setembro de 1990, com a criação de um fundo de fomento, o Funcitec. Sete anos depois, no dia 9 de janeiro de 1997, o fundo se transformou em fundação. Em 2008, com a Lei Catarinense de Inovação, a Fapesc se consolidou como a agência executora da política estadual de ciência, tecnologia e inovação.

Em 2011, foi adotado o nome Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina, incorporando a palavra “Inovação”. Em 2020, a marca foi redesenhada, refletindo a valorização do conhecimento.
A missão da Fapesc é promover o ecossistema catarinense de ciência, tecnologia e inovação e impulsionar o desenvolvimento para melhorar a qualidade de vida dos catarinenses, em uma atuação guiada por valores como ética e transparência.

Principais programas Fapesc

  • Sinapse da Inovação
  • Programa Centelha
  • Programa Universal
  • Proeventos
  • Bolsas de Pós-Graduação
  • Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer