SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Governo do Estado inaugura...

Governo do Estado inaugura Centro de Inovação Criciúma

Fotos: Ricardo Wolffenbüttel / SECOM

Criciúma e o sul do estado passam a integrar a Rede Catarinense de Centros de Inovação com a inauguração do Centro de Inovação Criciúma (CRIO). Contando com a presença do governador Jorginho Mello, do Secretário da Ciência Tecnologia e Inovação (SCTI), Marcelo Fett e da reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, o Complexo foi inaugurado nesta sexta-feira, 26, e irá contribuir para o desenvolvimento regional e da inovação por meio de negócios, além de oferecer instalações que irão promover cultura e conexão de inovação e empreendedorismo.

“O catarinense é um povo que empreende em todas as áreas. E agora a bola da vez é a tecnologia e a inovação. Criar soluções para resolver os problemas das pessoas, até mesmo por meio do celular. Tornar tudo mais eficiente e simples nesta nossa correria de todos os dias. É isso que queremos potencializar em Criciúma e em todas as regiões com os nossos centros de inovação”, explica o governador Jorginho Mello.

O CRIO integra a Rede Catarinense de Centros de Inovação, iniciativa ligada à SCTI. “Agregará ainda mais para o desenvolvimento de Criciúma e região. Trata-se de um espaço esperado há anos pelo ecossistema regional, e que agora torna-se realidade com o apoio do Governo do Estado e a priorização pelo governador Jorginho Mello. Será um marco para o fomento do empreendedorismo, da inovação e da tecnologia local”, salienta o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett.

Para o presidente da Fapesc, Fábio Wagner Pinto, a inauguração da CRIO e a rede de Centro de Inovações que está sendo criada pelo estado só mostram o compromisso e a atenção com a inovação e a pesquisa em Santa Catarina. “É um espaço que todos os catarinenses poderão e deverão usar para suas pesquisas e inovações. O nosso compromisso em parceria com o Governo do Estado é entregar um espaço para todo cidadão que queira estudar e trabalhar com tecnologia”.

A Unesc é a encarregada pela administração do empreendimento, localizado no antigo Complexo Educacional Nereu Guidi, entre as ruas Araranguá e Henrique Lage, na área central da cidade. Em breve o espaço estará cheio de computadores, tablets, startups, empresas, empreendedores, e tantos outros agentes que fazem parte do ecossistema de inovação.

Para a reitora Luciane Bisognin Ceretta, o Centro de Inovação terá grande relevância em diversos aspectos, entre eles a economia e a formação acadêmica e já representa uma grande conquista. “Do ponto de vista do desenvolvimento socioeconômico da nossa região, ele oportuniza a geração de emprego e de renda, movimentando, assim, a economia e as conexões da nossa cidade e do Sul do estado com as outras regiões”, destaca.

Do carvão à inovação

Carvão, cerâmica, têxtil, químico. São vários os segmentos que, ao longo da história, contribuíram ou ainda colaboram com Criciúma. Nas últimas décadas, a inovação, que cresce mais a cada dia, chegou para contribuir com o desenvolvimento, não só da maior cidade do Sul catarinense, mas de toda a região. Agora, o Crio promete alavancar ainda mais o setor.

Interligado com todo o estado

Além de fortalecer a Rede Catarinense de Centros de Inovação que já conta com 15 espaços como este, conforme Fett, o CRIO será um ponto de encontro e de colaboração entre os quatro setores da sociedade e a expectativa é que haja 21 desses espaços por todo o estado.

O Centro de Inovação Criciúma será um local de produção, integração, compartilhamento e aplicação de conhecimento, tecnologia e inovação relevantes que visa desenvolver empresas, startups e empreendedores ao articular com os setores públicos e privados, além das Instituições de Ensino Superior.