SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Governo do Estado participa...

Governo do Estado participa de lançamento de Frente da Liberdade Econômica e Inovação da Alesc para debater demandas do setor

A aproximação entre o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) é um dos focos de atuação da Frente Parlamentar da Liberdade Econômica e Inovação instalada nesta quarta-feira (10), no legislativo. O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, participou do ato e destacou a importância nesta interlocução e no debate das demandas do setor.

“Esse colegiado é muito importante para que a gente possa realmente trabalhar para a melhoria do ambiente de negócios, pensando sempre no desenvolvimento econômico e na inovação. Para isso é fundamental que o Poder Executivo e o Poder Legislativo caminhem juntos, com ações conectadas e cocriadas em prol do desenvolvimento de Santa Catarina. Isso é algo que o governador Jorginho Mello cobra muito de nós secretários, essa parceria com os parlamentares e a Assembleia”, enfatizou em sua fala na cerimônia.

De acordo com o coordenador do grupo, deputado Matheus Cadorin, o Estado tem um potencial de desenvolvimento econômico e inovador muito acima da média nacional e a ideia da Frente é fomentar o setor para ampliar a geração de renda e riqueza. Dois pilares darão base aos trabalhos: um é a legislação atual e outro é suprir a carência de profissionais que atendam esse mercado promissor.

O vice-presidente da Acate, Walmoli Gerber, acredita que o grupo de trabalho é fundamental, levando em consideração que Santa Catarina é referência no Brasil. “No que diz respeito à tecnologia, nos comparamos ao Vale do Silício, Estônia, Israel, Canadá, aos países que são referências mundiais”, ressaltou. Gerber destacou ainda que uma das cinco melhores incubadoras tecnológicas está instalada no estado e lamentou que existem cerca de 6 mil vagas em aberto em Santa Catarina.

A falta de mão de obra qualificada para o setor, foi um dos pontos apresentados pelo secretário Fett como uma das prioridades de ações a serem implementadas no curto prazo pela secretaria. “Como é que o governo pode atuar nesse sentido? Esse, sem dúvida, é o grande gargalo do desenvolvimento econômico como um todo. O governador encomendou um conjunto de soluções de formação de competências técnicas e socioemocionais voltadas para essa nova economia intensiva em conhecimento e devemos anunciar um programa em breve”, ressaltou.