SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Polícia Civil investe nas...

Polícia Civil investe nas áreas de tecnologia e de Inteligência para dar agilidade nas investigações

O desenvolvimento tecnológico e a qualificação profissional dos policiais são dois importantes ativos da Polícia Civil de Santa Catarina. No mês em que a instituição completa 211 anos, uma série de processos de gestão estão migrando para o meio digital. Exemplo é o Inquérito Policial (IP) que passará a ser virtual a partir de um software desenvolvido pela Gerência de Tecnologia (Getin) e da Diretoria de Inteligência (DIPC).

“Além de uma economia para o Estado, isso demonstra a qualidade do nosso servidor, que vai além da atividade policial e ajuda no desenvolvimento de soluções que contribuem para a Polícia Civil”, disse o delegado-geral Ulisses Gabriel.

Uma parceria que vai auxiliar os profissionais da área de tecnologia foi acertada na última semana durante uma visita do secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett à Delegacia-Geral, especialmente para conhecer as áreas de Tecnologia e de Inteligência. Impressionado com a produtividade dos setores da Polícia Civil, Fett anunciou que vai destinar três bolsistas para apoiar a área de desenvolvimento de soluções.

“Fiquei impressionado com o trabalho de inteligência, estatística e operacional da equipe técnica da Polícia Civil, liderada pelo delegado-geral Ulisses Gabriel. Sem dúvida, eles refletem nos bons resultados no combate à criminalidade e no aumento da segurança de quem mora em Santa Catarina. Essa aproximação entre a secretaria e a Polícia Civil é muito importante para que juntos encontremos soluções tecnológicas e inovadoras que melhorem ainda mais o trabalho investigativo de quem atua nos 295 municípios”, destacou o secretário.

O delegado Ulisses explicou ainda que outras ações como o preenchimento da ficha ponto e as escalas de trabalho também vão para o meio digital. “Outra solução desenvolvida dentro da PCSC é o sistema único de denúncias, a custo zero para o estado, que já está em fase de testes e deverá entrar no ar em breve”, assinalou.