SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Postos de trabalho no...

Postos de trabalho no setor de tecnologia deve crescer 44,3% nos próximos 3 anos: governo discute programa estadual de capacitação de novos talentos

Uma pesquisa de mapeamento de vagas da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) , divulgada terça feira, dia 9 de maio, estima que o setor de tecnologia em Santa Catarina deve superar 100 mil colaboradores até 2025. Atualmente são 76 mil colaboradores que já trabalham no setor e a previsão, segundo a pesquisa, é da demanda de 34 mil novas vagas no setor.

A falta de profissionais qualificados é uma das principais dores das empresas do setor de tecnologia. Melhorar este indicativo é uma das ações da Secretaria da Ciência, Inovação e Tecnologia, através do programa SC Inovadora, lançado em março deste ano pelo Governador Jorginho Melo. “O investimento em capital humano é um dos pilares do programa. Vamos estimular e fomentar o conhecimento, as habilidades e competências de cada indivíduo. Assim o Governo faz seu papel para auxiliar na formação de profissionais qualificados e mais preparados para contribuírem com o desenvolvimento do estado”, destaca o secretário da pasta, Marcelo Fett.

A Secretaria de Inovação vem trabalhando em conjunto com a Secretaria de Educação na criação de um programa de formação de competências técnicas e socioemocionais para a nova economia e assim minimizar este que é um dos grandes gargalos do setor.

A pesquisa da ACATE, com execução do Instituto Mapa, aponta crescimento de 44,3% nos postos de trabalho ofertados pelo setor tecnológico nos próximos 3 anos.

Para Cristiane Iata, gerente de Formação para Profissionais do Futuro e Negócios Inovadores da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação, o resultado confirma as oportunidades existentes no setor de tecnologia. “Nossa missão dentro de secretaria é a estruturação de um projeto estadual para formar pessoas para a tecnologia e inseri-las no mercado de trabalho, gerando impacto na vida destas pessoas e no desenvolvimento do estado “, enfatiza.

Participaram da pesquisa 443 empresas das seis mesorregiões do estado. O levantamento foi realizado entre 24 de novembro de 2022 e 07 de fevereiro deste ano.

A demanda por profissionais em tecnologia da informação crescerá, sobretudo, na Grande Florianópolis, onde a previsão é que 18,1 mil novos postos de trabalho sejam criados entre 2023 e 2025. Na sequência aparecem o Vale do Itajaí, com criação de 6,5 mil vagas; o Oeste, com 4,2 mil; o Norte, com 2,2 mil; o Sul, com 2,1 mil, e a Serra, com quase 1 mil. “Estes dados subsidiam o desenvolvimento do projeto de formação de talentos da SCTI, que serão executados de acordo com as demandas regionais”, explica Cristiane.

Dentre as funções mais demandadas pelas empresas entre 2023 e 2025, 42% são para desenvolvedores, o profissional que programa softwares.