SCTI-Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Inovação

Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. SICOS e SCTI visitam...

SICOS e SCTI visitam empresas de São Bento do Sul para se aproximar do setor produtivo catarinense

As secretarias da Indústria, do Comércio e do Serviço (Sicos) e da Ciência Tecnologia e Inovação (SCTI) estiveram em São Bento do Sul para visitar as empresas Tuper, Condor, Buddemeyer e Oxford. O objetivo é se aproximar do setor produtivo catarinense.

Os secretários da Sicos e SCTI, Silvio Dreveck e Marcelo Fett, respectivamente, iniciaram o dia na empresa de aço Tuper onde foram recebidos pelo CEO Frank Bollmann. Em seguida, as autoridades do Estado passaram pela Condor, onde foram conduzidos por um tour pelo presidente da companhia, Alexandre Wigguerse, e outros executivos. Na Buddemeyer, a visita foi com o Membro do Conselho, Evandro Muller. Já na Oxford, o Diretor Industrial e o Diretor Superintendente, Leonides Levermann e Irineu Weihermann, respectivamente, apresentaram os principais setores da empresa.

Para o secretário da Sicos, Silvio Dreveck, as visitas são formas de conhecer as demandas do setor produtivo da região. “Uma oportunidade de ouvir as reais necessidades de cada setor do nosso Estado, como também, apresentar nossas primeiras ações e planejamento estratégico para o setor produtivo de Santa Catarina. Esse encontro é apenas um dos muitos realizados pelo Governo. Eu e o secretário da SCTI, Marcelo Fett, avaliamos os encontros de forma muito positiva, onde recebemos inúmeras contribuições que irão balizar nosso planejamento”, enfatiza.

“Essas agendas são fundamentais para cumprirmos a determinação do governador Jorginho Mello para que criemos um novo programa de desenvolvimento para o Estado de Santa Catarina. O diálogo e a interlocução com o setor produtivo é primordial para que as políticas públicas implementadas impactem positivamente as empresas que geram emprego e renda para quem mora em Santa Catarina. Nossa meta é que as ações do governo aumentem ainda mais a produtividade e a competitividade das empresas catarinenses. Isso passa necessariamente por investimentos em ciência e tecnologia, mas principalmente inovação”, destaca o secretário Marcelo Fett.